A importância das redes sociais no marketing digital da Marinha do Brasil

A evolução da sociedade e dos meios de comunicação através da tecnologia fez com que a internet fosse incorporada ao cotidiano. As barreiras e as fronteiras dos meios de comunicação já não existem mais e é possível que as pessoas possam interagir de qualquer parte do planeta, desde que se tenham uma conexão disponível à internet e um dispositivo, preferencialmente móvel, que permita essa interação.

Os esforços para a manutenção e o fortalecimento da imagem institucional da Marinha do Brasil (MB) para a sociedade, utilizando-se as redes sociais, é uma possibilidade de relativo baixo custo frente aos seus possíveis resultados. A influência dos meios de comunicação baseados nas redes sociais é patente. A compreensão e o uso adequado dessa potencialidade podem ampliar a divulgação da MB, firmando como um novo cenário para as atividades de Comunicação Social.

Neste artigo, irei avaliar a atuação da Comunicação Social da Marinha quanto ao uso das redes sociais, abordar a estratégia adotada, tecer considerações e identificar oportunidades de utilização das mais modernas ferramentas disponíveis, de forma a demonstrar a importância desse novo meio de comunicação da sociedade, e ampliar o seu alcance de divulgação como uma poderosa ferramenta de comunicação social.

Palavras-chave: Comunicação social. Marinha do Brasil. Marketing Digital.
Mídias sociais. Redes sociais. Sociedade brasileira.

Artigo de Cristiane Oliveira Dantas

Introdução

O avanço da tecnologia proporciona o acesso à comunicação sem fronteiras para um grande número de pessoas. É inquestionável a possibilidade de cada indivíduo se tornar o responsável pela propagação de qualquer fato, seja através de uma transmissão verbal ou através do uso de qualquer dispositivo capaz de se conectar à rede mundial de computadores.

Foi realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) uma pesquisa de opinião pública que teve início em 04 de dezembro de 2014, encomendada pelo Centro de Comunicação Social da Marinha (CCSM), cujo objetivo principal era a avaliação da imagem da Marinha perante a sociedade brasileira. A pesquisa foi realizada nas cinco regiões do Brasil, utilizando-se uma amostra de dois mil homens e mulheres, com idade maior ou igual a dezesseis anos, residentes em domicílios particulares permanentes no
território nacional.

Dentre todas as questões abordadas neste levantamento podem-se destacar aspectos positivos como, por exemplo, a excelente percepção dos cidadãos com relação ao grau de importância e de contribuição da Marinha do Brasil (MB) para o País. Por outro lado, o estudo mostra aspectos menos favoráveis, os quais estão relacionados com o desconhecimento das principais atividades realizadas pela Instituição.

Além disso, a prospecção apresentou dados interessantes sobre a frequência de acesso às mídias sociais, bem como os principais veículos de comunicação utilizados pela sociedade. Esses índices servirão como apoio às medidas a serem empreendidas, tendo como principal foco a análise do impacto das redes sociais e como fazer com que a sociedade tenha mais interesse e conhecimento sobre as atividades exercidas pela Marinha do Brasil através do marketing realizado nas mídias sociais e redes sociais.

Este trabalho tem o propósito de baseado em método de investigação científica e, através de pesquisa documental, avaliar a capacidade da MB em utilizar as redes sociais digitais junto à sociedade para a sua divulgação. Para tanto, deve responder ao seguinte questionamento: qual o impacto do marketing digital da Marinha do Brasil através das redes sociais para a sociedade brasileira?

Observa-se a relevância do presente estudo em função da resposta a ser obtida ao questionamento quanto à possibilidade de incrementar o alcance e o acesso das mídias sociais digitais e a sua capacidade de influenciar a população a partir da divulgação do seu conteúdo.

O desenvolvimento do trabalho foi realizado com as teorias sobre comunicação social e o marketing institucional como ferramenta de divulgação da imagem de uma organização que não visa o lucro e sim o conhecimento e mentalidade marítima. E com essa base conceitual, será tratada a aplicação prática desses conceitos às redes sociais digitais, sendo um canal para a ampliação do alcance da divulgação das atividades da Marinha do Brasil.

Posteriormente, será feita a apresentação do Centro de Comunicação Social da Marinha (CCSM) e do Plano de Comunicação Social da Marinha (PCSM), a forma como estão sendo utilizadas as ferramentas de divulgação baseadas nas mídias sociais digitais das quais a Marinha do Brasil mantém conteúdo e o seu uso estratégico para a comunicação social. Ao abordar assuntos técnicos específicos relacionados à área de relações humanas, faz-se necessária a apresentação de conceitos basilares acerca da comunicação social e, dentre os seus temas de interesse, a participação do marketing institucional como uma das formas de atingir o seu propósito para a organização, o cumprimento da missão de divulgar a imagem da MB para a sociedade brasileira.

Na conclusão do trabalho, serão apresentados os pontos relevantes observados como sugestões para o aperfeiçoamento do uso das redes sociais digitais, sua otimização e a possibilidade de ampliar a mentalidade marítima da sociedade brasileira.

(…)

Conceituando as redes sociais e mídias sociais

Baseando-se na tecnologia, é possível considerar que uma rede é uma reunião de indivíduos conectados entre si em função de objetivos comuns ou afinidades. Pode exercer, ainda, uma interação que vai influenciar a cultura de seus componentes, conforme atesta Castells (2007, p. 497)

redes constituem a nova morfologia social de nossas sociedades e a difusão da lógica das redes modifica de forma substancial a operação e os resultados dos processos produtivos e de experiência, poder e cultura.

Segundo ele,

as redes sociais representam uma interação social feita por indivíduos que se relacionam com o objetivo de compartilhar valores, idéias e interesses em comum entre eles. E esse comportamento é facilmente encontrado fisicamente, em grupos de amigos ou instituições (como escolas e igrejas).

A Internet apenas transferiu essa interação para o ambiente online. De acordo com Susan Gunelius (2012), as redes sociais são lugares em que fazemos contatos com outras pessoas, da mesma maneira como criamos redes de contatos com quem conhecemos pessoalmente. A diferença, segundo ela, é que, em vez de vestirmos um traje formal e comparecermos a um coquetel ou seminário, por exemplo, podemos usufruir das redes sociais para conhecermos e interagirmos com pessoas do mundo inteiro, num processo de networking, tanto profissional como pessoal.

A ideia de que a possibilidade de criar uma rede de contatos pessoais só existiria caso envolvesse a presença física de alguém, em algum lugar, parece, hoje em dia, extremamente limitante” (GUNELIUS, 2012, p. 127).

E as mídias sociais seriam a ferramenta para as redes sociais, ou seja, a rede social é o relacionamento das pessoas no ambiente on-line e mídias sociais são as plataformas que utilizamos para nos comunicarmos, passando informações para as pessoas, ou seja, o espaço de interação entre elas.

Segundo Andreas Kaplan e Michael Haenlein definem mídias sociais como “um grupo de aplicações para Internet construída com base nos fundamentos ideológicos e tecnológicos da Web 2.0, e que permitem a criação e troca de Conteúdo Gerado pelo Utilizador (UCG)”, resumindo:

mídia social é o ambiente online onde podemos compartilhar informações, como por exemplo, um blog. Por definição, toda rede social é também mídia social. A rede social é uma parte da mídia social.


A divulgação do marketing institucional através do marketing digital nas redes sociais

A imagem pode conter: oceano, atividades ao ar livre e água

Com a intenção de divulgar a Marca Marinha do Brasil e ampliar o conhecimento da população sobre os serviços, ações e atividades da Força, foram criadas plataformas, as mídias sociais na Internet, com inscrições nas redes sociais: Facebook, Youtube, Instagram, Flickr e Twitter.

A MB, como integrante das Forças Armadas, tem sob sua responsabilidade o litoral, águas interiores, rios e lagos para se fazer presente e cumprir sua missão. Considerando o mar como o meio que traz o desenvolvimento do Estado, em função da sua participação com o mercado internacional em rotas de navegação, é vital que a comunicação social, através do marketing institucional, seja plenamente utilizada para o compartilhamento de informações de interesse que visem à divulgação da marca  “Marinha do Brasil” com a ampliação da percepção sobre as potencialidades do mar e o desenvolvimento de uma mentalidade marítima.

Kotler (1988) classifica as Forças Armadas como organizações de bem-estar público, ou seja, são de origem estatal voltadas para o interesse do público em geral (defesa da soberania do Estado, por exemplo). Ainda, observa que:

… as organizações de bem-estar público mais esclarecido reconhecem que poderão alcançar seus objetivos mais eficientemente por meio de uma orientação de marketing. Aqueles que satisfazem suas clientelas aumentam suas chances de se tornarem mais eficazes em seus outros mercados, tais como o mercado legislativo e o de opinião pública. (KOTLER, 1988, p.49).

A interação das pessoas, quando convivendo em sociedade, faz com que a propaganda informal seja uma das possibilidades de se divulgar a imagem de uma instituição, conforme preconiza Argenti:

As empresas devem reconhecer o papel de seus próprios funcionários como ‘embaixadores da marca’ considerando que eles interagem com um grande publico externos. O potencial dos empregados para desencadear a propaganda “boca a boca” e construir a imagem da empresa é significativo quando eles entendem bem como a empresa quer ser enxergada pelos clientes e outros públicos. (ARGENTI, 2006, p. 35).

Os princípios formais de marketing institucional propiciam o alcance dos objetivos estratégicos na manutenção ou na melhoria da imagem da organização que os aplicam, de maneira que passa a ter eficácia na obtenção desses objetivos. Ampliando esse conceito, Kotler (1988, p. 30) afirma que a organização “pesquisa as atitudes das pessoas para servi-las melhor; e geralmente promove causas que são de interesse público.”

Fica evidente a participação e o nível de influência das redes sociais digitais, como formuladoras e disseminadoras da opinião pública. A internet mantém milhares de redes sociais, com direcionamento e foco específicos a determinado público, conforme o tipo de relacionamento que proporciona. A escolha da rede social adequada aos objetivos a serem atingidos por uma instituição pode contribuir para amplificar o efeito da divulgação da sua imagem, conforme será visto, em relação ao Facebook, Youtube, Instagram, Twitter e Flickr, as redes sociais que a Marinha do Brasil mantém conteúdo, por meio do Centro de Comunicação Social da Marinha, a partir do início de 2011, com o propósito de ampliar a divulgação das atividades da Marinha junto aos públicos interno e externo.

consultoria-marketing-digital-santa-catarina-brasil
CONSULTORIA EM MARKETING DIGITAL PARA SANTA CATARINA —>ENTRE EM CONTATO

Apresentação dos resultados obtidos do marketing digital da Marinha do Brasil

Dentre todas as questões abordadas neste levantamento podem-se destacar aspectos positivos como, por exemplo, a excelente percepção dos cidadãos com relação ao grau de importância e de contribuição da Marinha do Brasil (MB) para o País.

Por outro lado, o estudo mostra aspectos menos favoráveis, os quais estão relacionados com o desconhecimento das principais atividades realizadas pela Instituição.

Além disso, a prospecção apresentou dados interessantes sobre a frequência de acesso às mídias sociais, bem como os principais veículos de comunicação utilizados pela sociedade.

A seguir baixe o artigo científico A importância das redes sociais no marketing digital para a Marinha do Brasil

A imagem pode conter: oceano, texto, água e atividades ao ar livre


Prévia da análise dos resultados da pesquisa científica e conclusão do artigo

  • As mídias sociais líderes estão alcançando índices de participação de mais de 75%. Por isso a importância de se monitorar mais de uma delas para se buscar estar sempre à frente das tendências dos usuários
  • A pesquisa aponta que somente 13% das pessoas lembram ter visto alguma
    notícia da Marinha recentemente.
  • As redes sociais apresentam-se como uma forma inovadora de propagação de informações como já sabemos. No gráfico acima, visualiza-se que o WhatsApp e o Facebook destacam-se como as redes sociais mais acessadas pelos brasileiros diariamente. Em seguida, com 36% de acessos diários, aparece o Youtube.

Para continuar lendo, baixe o artigo na íntegra – A importância das redes sociais no marketing digital para a Marinha do Brasil de Cristiane Oliveira Dantas para a pós-graduação em Marketing Digital e Comércio Eletrônico da UnisulVirtual, sob orientação de Luciana Manfroi.

Participe da Pós-graduação em Marketing Digital e Comércio Eletrônico na UnisulVirtual sob minha coordenação. —–> Inscrições abertas. 


 

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s