Baseada em análise dos perfis de seus jornalistas, Globo impõe novas regras para o uso das redes sociais

Estava realizando uma consultoria em Marketing Digital para uma empresa jornalística de Florianópolis, quando, no meio de mensagens, recebo as novas diretrizes do Grupo Globo, neste domingo (01) em que incorpora mais uma diretriz aos jornalistas de sua empresa.

O Grupo Globo cria uma nova diretriz para a utilização das redes sociais pelos perfis de jornalistas das empresa de comunicação.

Com o advento das redes sociais, o problema que a Globo está enfrentando é muito simples, para que declare o corte de opiniões de profissionais que fazem parte da empresa: estão escrevendo suas próprias ideologias, comentários, memes, vídeos, como pessoas físicas.

Há, na era da Web 2.0 uma nova ordem, que pressiona empresas a tomarem algumas posições. Mas, geralmente, as novas diretrizes, que vem da demanda da abertura das empresas nas redes sociais, acabam direcionando posições internas sobre como utilizar os perfis pessoais de seus colaboradores para não imperarem contra a ideologia da contratante.

Carta aberta do Grupo Globo sobre a nova regra para publicação de jornalistas nas redes Sociais

Não é fácil estipular regras. As regras sobre a utilização do Marketing Digital ou posicionamento dos usuários nas redes sociais, afloram e inibem – conforme as publicações das pessoas, profissionais que são colaboradores de uma empresa ou qualquer perfil ou página.

Conforme João Roberto Marinho, presidente do Conselho Editorial do Grupo Globo,

Os jornalistas são em grande medida responsáveis pela imagem dos veículos para os quais trabalham e devem levar isso em conta em suas atividades públicas, evitando tudo aquilo que possa comprometer a percepção de que exercem a profissão com isenção e correção.

A minha pergunta é – esta carta aberta não seria mais adequada aos colaboradores, via sistema intranet?

O corte da Globo em relação aos jornalistas e colaboradores

Não tenho idieia de quem são os consultores  sobre marketing digital da Globo. Mas, com esta nova diretriz, incluída na Íntegra de Princípios Editoriais do Grupo Globo de 2011, há uma nova ordem em  que os colaboradores estão sendo controlados pelos diretores.

A nova ordem de publicação dos colaboradores da Globo

Para quem tem um maior interesse sobre o tema, leia AS NOVAS DIRETRIZES DA GLOBO AOS COLABORADORES

 

Neste sentido, as redes de comunicação que vieram de redes fechadas e de massa, estão, em 2018, buscando novas formas de continuar o mesmo modelo. Ninguém tem uma fórmula mas, para mim, que trabalho com consultoria, cursos, aulas, livros e palestras sobre marketing digital em Santa Catarina, posso afirmar que vivo frequentemente problemas em que as regras não são distribuídas ao todo. Cada caso é um caso.

Veja matéria sobre a decisão da Folha de São Paulo em sair do Facebook.


Luciana Manfroi – Veja a minha apresentação.